Inside Gaming Rubricas Videojogos

Inside Gaming Especial de Verão: «The Sims FreePlay»

inside gaming

Nesta terceira semana do especial de Agosto dedicado aos jogos de Android (podem ver o primeiro artigo dedicado a The Simpsons Tapped Out aqui e o segundo relativo a Despicable Me: Minion Rush aqui), hoje venho-vos falar de The Sims FreePlay.

Para quem já está familiarizado com esta famosa série da Electronic Arts que já se encontra no mercado há 13 anos, este jogo é uma mistura entre esse estilo de jogo já clássico e The Sims Social que pode ser encontrado no Facebook. Além disso, este é o primeiro jogo da série que decorre em tempo real. O que quer isto dizer? Bem, resumindo, não existe botão de fast-forward. Se quiserem que o vosso Sim durma um sono de 7h, ele vai demorar 7 horas reais a fazê-lo. De certa forma isto faz com que não precisemos de ficar agarrados ao jogo pois ele vai correndo mesmo estando desligado e enquanto o nosso Sim dorme, nós próprios podemos ir dormir. No entanto e de forma mais pessoal, admito que este fator não é o que mais me agrada. Quando ligo um jogo é porque quero ficar entretida durante um bom bocado e não perder apenas 2 minutos a escolher o que quero que o Sim faça de seguida. Além de que é necessário lembrarmo-nos a que horas uma certa atividade termina, caso contrário as necessidades começam a descer e os Sims não têm independência nenhuma. Isto significa que se após mandarem o vosso Sim para um banho de 40 minutos e só se lembrarem dele no dia seguinte, o mais certo é que ele esteja faminto, mesmo ao lado do frigorífico – se formos a ver bem até é meio cruel… Mas já todos nós a certa altura brincámos com a vida dos nossos Sims (retirar as escadas da piscina, soa-vos familiar?). O outro aspeto que por vezes me tira um pouco de motivação para entrar neste jogo, é o facto de ser exigida uma ligação à Internet – bem-vindos ao século XXI- mesmo que todo ele seja singleplayer pois apenas podemos “recolher” Simoleons dos amigos que temos no jogo. No entanto e já que isto nos é exigido, penso que seria bastante interessante se nos fosse possível visitar as cidades destes mesmos amigos – algo que acontecia em The Sims Social.The-Sims

Passemos agora ao que este jogo tem de bom e ao que me fez trazê-lo aqui hoje. Para começar, é uma versão Freemium de The Sims que já tinha saído anteriormente. E porque que é Freemium? Gastando dinheiro real a evolução na “história” – quests e missões – é muito mais rápida, e aqui vê-se a clara influência de The Sims Social, pois este é um conceito muito utilizado nos jogos sociais. No entanto não é necessário gastar dinheiro real e podemos desfrutar de um jogo que contém toda a essência de The Sims. Podemos costumizar o nosso Sim, mobilar e construir a casa ou aproveitar os modelos pré-fabricados e até arranjar emprego e hobbies. Podemos controlar diversas personagens ao mesmo tempo e comandar a vida de cada uma delas. O melhor de tudo é sem dúvida podermos acompanhar uma personagem desde o seu nascimento até à sua morte. Os gráficos não desiludem e a jogabilidade é bem fácil e intuitiva. Apesar de necessitar de algumas melhorias, aconselho vivamente sobretudo a quem é fã desta série.

Sim Tracker

Podem encontrar The Sims FreePlay para iOS aqui e para Android aqui.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados