Inside Gaming Rubricas Videojogos

Inside Gaming Especial de Verão: «Zombies Ate My Friends»

inside gaming

Chega assim ao fim o especial do mês de Agosto dedicado aos jogos de Android (podem ver o primeiro artigo dedicado a The Simpsons Tapped Out aqui e o segundo relativo a Despicable Me: Minion Rush aqui e The Sims FreePlay aqui). Lembro-vos que não considero que estes sejam os únicos bons jogos gratuitos que existem no mercado, apenas uma pequena seleção daquilo que de bom há para Android. Futuramente espero apresentar-vos aqui outros jogos de qualidade para esta plataforma. Dito isto, passemos ao jogo desta semana. Trata-se de Zombies Ate My Friends – referência claro ao jogo de culto Zombies Ate My Neighbors saído em 1994 para SNES, Mega Drive e Genesis, alguém recordado deste jogo?

zombies ate my friends

Este jogo para a plataforma móvel trata-se de um side-scroller (jogos onde toda a aventura decorre na horizontal e o jogador acompanha toda a acção de um ângulo lateral, normalmente da esquerda para a direita) de ação onde a temática principal é, como já devem ter calculado, zombies. Admito que já estou quase a chegar à exaustão no que diz respeito aos mortos-vivos no mundo dos videojogos, no entanto, e como neste especial pretendia trazer-vos jogos diferentes entre si, na categoria de aventura/ação este jogo chamou-me a atenção. O principal motivo foram sem dúvida os gráficos. Numa indústria repleta de jogos onde os zombies predominam, é essencial saber atrair os jogadores e este jogo consegue exatamente isso ao utilizar uns gráficos bem ao género de bandas-desenhadas – comics – e que me fizeram recordar o estilo já visto em Scott Pilgrim (não o filme mas o jogo e a banda desenhada na qual este se baseia). São divertidos, extremamente bem desenhados e acima de tudo, apelativos.

zombies ate my friends2

No entanto, os gráficos geniais servem para distrair o jogador daquilo que realmente interessa, a jogabilidade, que acaba por ser simplista mas no entanto agrada a qualquer público. A história é o que já se espera, um apocalipse zombie recai sob a cidade de Festerville e a nossa personagem (totalmente customizável com centenas de itens), tem de lutar pela sua sobrevivência. Pelo caminho encontramos mais uma série de sobreviventes que nos ajudam ao longo da história de 8 episódios e onde se incluem quests como arranjar um helicóptero, encontrar curas para colegas infetados ou recrutar novos sobreviventes para a nossa base. Ao longo destas missões iremos encontrar diversos zombies para combater, utilizando várias armas que ou encontramos pela cidade ou aparecem como loot (objetos deixados cair pelos inimigos quando os derrotamos) e que incluem armas como frigideiras ou braços de zombie. E deixem-me que vos diga, nada me dá mais gozo do que rebentar um zombie com o braço de um da sua própria espécie, é fantástico e os gráficos e os efeitos sonoros elevam a experiência de “espancamento” a um outro nível. Infelizmente o modo de realizar esta ação acaba por se tornar repetitivo, assim como todo o modo de jogo. É apenas escolher qual o movimento que queremos realizar- cada um retira uma quantidade diferente de vida aos inimigos e a energia gasta também é diferente. E sim, leram bem, a energia. Um fator retirado dos jogos sociais e que sinceramente me consegue pôr os nervos em franja. A par dos contadores de Xp, vida, dinheiro, e caveiras douradas (dinheiro real e recebemos uma cada vez que subimos de nível), existe um contador de energia. Cada ação que fazemos, seja durante uma luta com um zombie (onde podemos perder ate 10 de energia dependendo da vida de cada um) ou à procura de itens nos objetos espalhados pelo background, tudo gasta energia. Para a recuperar ou esperamos ou investimos dinheiro real.

Apesar de não ser um jogo genial ou especialmente inovador, Zombies Ate My Friends acaba por conseguir prender um jogador não só pela sua simplicidade e pela satisfação de completar os quests mas sobretudo pela sua beleza artística.

Se ficaram interessados podem encontra-lo aqui para Android e aqui para iOS 😉

Artigos Relacionados