Gira Discos Rubricas

Gira Discos – Os Sons do Passado: Lena D’Água

Nascida em 1956, filha de um jogador de futebol, Helena Maria de Jesus Águas ou simplesmente Lena d’Água, é a figura em destaque esta semana.

Ingressou pelo mundo musical ainda bastante nova, começando a cantar apenas para amigos e familiares. No entanto foi no grupo Beatnicks que começou a sua carreira musical. Participou em 1980 no Festival da Canção e integrou o grupo Salada de Frutas que gravou vários singles, sendo um deles um enorme sucesso, Robot. Um ano mais tarde e sem razão aparente é despedida. Não fica parada muito tempo e uma semana depois começa a trabalhar com Luís Pedro Fonseca que e forma com ela a banda Atlântida. Lançam vários singles, sucessos imediatos, mas aquando do lançamento do álbum este não consegue vender muito.

Em 1984 surge o seu álbum Lusitânia, que tinha o objectivo de conquistar público além fronteiras. Este álbum fez com que Lena d’Água ganhasse o Se7e de Ouro e ficou marcado pelo slow Sempre Que o Amor Me Quiser. Com o relativo sucesso, participa em vários álbuns e na banda sonora da novela Chuva Na Areia, da RTP.

Depois de 15 anos de auto-exílio da indústria discográfica regressou num registo ao vivo no Hot Clube de Portugal: Lena d’Água SEMPRE. Desde então editou vários álbuns, colaborou com várias bandas e regravou alguns dos seus temas mais emblemáticos.


Atualmente a cantora está de regresso aos discos, com o lançamento de Desalmadamente em 2019, de onde surge este Grande Festa.

Outras Notícias