Boa noite! Neste primeiro sábado de Fevereiro, eis a personalidade que relembramos: Tiago Felizardo.

A viver nos Estados Unidos, Tiago Felizardo há muito desapareceu dos ecrãs nacionais. Depois de se ter popularizado como modelo, e de ter participado na terceira temporada de Morangos com Açúcar, com a personagem Manuel Gouveia, o jovem viu os convites de representação em telenovelas encurtarem. Depois das gravações da série da estação de Queluz de Baixo terem terminado, Tiago Felizardo saltou para as capas das revistas e jornais portugueses por ter sido violentamente agredido na cara. Aos 17 anos, o actor viu o azar bater-lhe à porta, quando numa discoteca um sujeito lhe atirou um copo de vidro. O resultado foi doloroso: 72 pontos na cara.
Os meios de comunicação social não ficaram indiferentes a tal situação, e noticiaram os telespectadores e leitores sobre um mal entendido que alertou os pais dos muitos jovens do nosso país.

Depois de vários meses a recuperar, no Verão do ano passado, Tiago Felizardo viu o agressor condenado a pagar uma multa ao Estado e uma indemnização pelos tratamentos, trabalhos que perdeu e danos morais. Estes foram pormenores noticiados pela revista Lux, que concluiu assim que o actor teve de rejeitar vários convites por motivos de saúde.


Agora,e passados cerca de quatro anos, a verdade é que o actor viu as portas fecharem-se com tal incidente. Tanto por parte das estações de televisão, como também por vontade própria. A ida para os Estados Unidos da América acabou por ter como objectivo fugir a um mundo onde todos o reconheceriam como o “rapaz que foi agredido numa discoteca”. Segundo as suas declarações aos meios de comunicação social portugueses: “Não podia trabalhar com a cara assim”.

Depois de um acidente tão penoso para a idade de um jovem, gostaria de voltar a ver Tiago Felizardo nos ecrãs nacionais. Nunca fui seu fã como actor, pois a sua forma de representar não me cativava. No entanto, e apesar disso, considerava na altura que não se saia mal para os 17 anos que tinha.
Uma entrevista ao Alta Definição seria um bom regresso e, quem sabe, um convite para uma telenovela. Tudo está obviamente nas mãos dos directores de programas das estações televisivas. Como sempre…


DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados