Audiência Média Audiências Rubricas

Audiência Média (26): Um «Estado de Graça» que promete

Seja bem-vindo a mais uma análise das audiências de uma semana recheada de surpresas e de novos recordes. A ficção da SIC em horário nobre continua a brilhar e a deixar para trás a TVI. O remake de Dancin’ Days alcançou nos últimos dias mais um novo pico de audiência consolidando ainda mais o seu lugar. No entanto, a rubrica de hoje centra-se no programa de humor da estação pública, Estado de Graça, e ainda sobre Avenida Brasil, a nova novela da estação de Carnaxide cedida pela TV Globo. Ambos produtos inovadores, mas com poderes diferentes.

Seja bem-vindo à Audiência Média!

[divide style=”2″]

As noites de domingo, na televisão portuguesa, são sinónimas de reality-shows ou galas em direto relativas a um qualquer formato. A pergunta que se impõe neste momento é: haverá alternativa a esses formatos? Estado de Graça é a resposta – é transmitido todos os domingos depois de jantar e conta um humor inteligente e bem representado por todos os que nele participam.

Maria Rueff, Eduardo Madeira, Ana Bola, Joaquim Monchique e Manuel Marques mostram, todas as semanas, sketch sobre os diferentes assuntos da atualidade por forma a fazer rir um povo que está carrancudo e de cabeça para baixo. A crise social e económica está mais do que instalada e, para além da Casa dos Segredos ou Toca a Mexer, os telespetadores têm esta alternativa para rir e passar um bom bocado em família. E as audiências dizem isso mesmo… No passado domingo, dia 7 de outubro, Estado de Graça alcançava cerca de 6,4% de rating e 13,4% de share, tendo mesmo sido o formato mais visto do dia no que toca à RTP1. Comparativamente ao reality da TVI, o formato acabou esmagado, pois a gala apresentada por Teresa Guilherme foi vista por mais de 1 milhão e meio de pessoas. Toca a Mexer continua a desiludir e ganhou ao programa da RTP por muito pouco: Bárbara Guimarães e os seus concorrentes não conseguiram ir além dos 6,5% de rating e 15,7% de quota média de mercado.

Assim, o formato de humor esteve muito perto de ultrapassar a gala da SIC que teve uma duração superior a 2 horas. Num altura de crise, o humor mostra assim ser ainda capaz de vencer em horário nobre e mostrar que os portugueses precisam de rir para atravessar este momento difícil.

[divide]

Avenida Brasil chegou aos ecrãs nacionais há poucas semanas e serviu para fortificar ainda mais as audiências do terceiro canal que têm estado imparáveis naquele horário. A trama da TV Globo está em exibição em Portugal através da SIC e a história está a cativar os portugueses. No passado dia 9 de outubro o enredo fez 12% de rating e 31% de share, conseguindo chegar ao quinto lugar do top dos programas mais vistos.

A concorrência, com as nomeações da Casa dos Segredos mostrou-se dificil, mas acabou por vencer sem problemas a novela Doce Tentação que desceu vertiginosamente até aos 7% de audiência média e 26,9% de share. O que estará por trás desta repentina mudança? Ainda esta semana o diretor da TVI, José Fragoso, admitiu a perda da hegemonia do horário, mas garante o quarto canal vai continuar líder, resta saber por quanto tempo.

[divide]

Audiência de ouro

14,9% de rating e 35,5% de share – Gala SIC 20 anos – 12 de outubro

[divide style=”2″]

Até para a semana!

Artigos Relacionados