Música

TIDAL é considerado um fracasso e Jay-Z reage à polémica

Foi anunciado como o grande revolucionador da área dos streams online de música, mas ficou aquém das expectativas. Sobre esta polémica, o seu fundador já reagiu através do seu Twitter.

Lançado oficialmente com uma nova imagem há pouco mais de um mês, o TIDAL conta na sua administração com vários nomes poderosos do mundo da música, encabeçados por Jay-Z, e surgiu com o objetivo de revolucionar o stream online de música, fazendo frente ao poderoso Spotify. Contudo, e apesar dos nomes que compõem este projeto serem reconhecidos e aclamados mundialmente, não foram o suficiente para o levar ao sucesso.

Num ranking divulgado com as aplicações mais descarregadas e rentáveis da App Store, o Tidal não figura sequer nas 700 presentes na lista. Por sua vez, o Spotify está bem colocado, com um lugar na terceira posição. O principal motivo apontado para o fracasso é o elevado custo do serviço, de praticamente 20 dólares, contra os 5,99 do principal concorrente.

Sobre o sucedido, Jay-Z já veio falar a público através da sua conta do Twitter, contrariando as notícias que têm saindo. Entre outras declarações, o cantor disse que o TIDAL já conta neste momento com 770 mil subscritores, e que por isso está a correr muito bem, afirmando que o Spotify demorou nove anos para ser bem sucedido no mercado, e que por isso só é preciso tempo para que o serviço possa crescer e melhorar.

No que toca a números, a verdade é que neste momento o Spotify está avaliado em 8,4 biliões de dólares, e é o maior detentor do mercado musical neste momento, onde 6,97 biliões de dólares correspondem aos restantes serviços de vendas físicas, digitais e streams. O TIDAL ao longo do seu primeiro mês conseguiu uma avaliação de 64 milhões de dólares.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados