Geral

National Geographic: «Sharks, Uma missão de Brian Skerry» ruma ao Porto

Uma das mais emblemáticas exposições da National Geographic, Sharks, Uma missão de Brian Skerry, estará patente na Galeria da Biodiversidade.

Localizada no Centro Ciência Viva do Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto, a exposição estará patente de 24 de maio a 31 de dezembro de 2019. Com assinatura de Brian Skerry, fotógrafo da National Geographic, tem como objetivo alertar o público para o perigo da extinção dos tubarões, despertar consciências e ultrapassar mitos.

Todos os anos, cerca de 100 milhões de tubarões são capturados de forma acidental ou para comercialização das suas barbatanas, fazendo com que muitas espécies estejam à beira da extinção e alterando de forma dramática a biodiversidade marinha, já que estes predadores são essenciais para manter o equilíbrio destes ecossistemas. Estes factos motivaram Brian Skerry a retratar diferentes espécies de tubarões com o objetivo de despertar consciências e promover o conhecimento sobre estes animais.


Leia também: Celebração de 40 anos de carreira de Dany Silva com convidados especiais

Sharks, uma missão de Brian Skerry é uma extraordinária viagem ao mundo dos tubarões através de 50 fotografias, que chegou pela primeira vez à Europa em 2018, com Portugal como país eleito para a estreia, e esteve patente até ao dia 06 de janeiro no Oceanário de Lisboa. A exposição ruma agora a norte, para a Galeria da Biodiversidade, no Jardim Botânico do Porto, onde estará patente de terça-feira a domingo, das 10 às 18 horas.

Esta exposição única de Brian Skerry, fotógrafo e fotojornalista da National Geographic especializado em vida marinha e ambientes subaquáticos, oferece uma nova perspetiva sobre estes predadores do oceano, para sublinhar a importância da sua proteção. Este é um projeto que nos ensina a apreciar os tubarões em vez de os temer.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados