Com a reestruturação que está a ocorrer no Público uma das mais bem sucedidas sátiras do jornal,Inimigo Público, poderá deixar de ser publicada já a partir do final do ano. Para Nuno Artur Silva, um dos fundadores da sátira, a medida do jornal é compreensível devido às mudanças na sua estrutura mas afiança que como «estamos a falar do suplemento mais lido e o que mais tem subido nas audiências» esta é uma «decisão no mínimo insólita».

Luís Pedro Nunes, director do suplemento, diz que o final do mesmo poderá ser contornado caso apareça um patrocinador, no entanto, «se não for viável continuar com o Público esta parceria de nove anos, não vamos baixar os braços», adiantou.

 Para já e mesmo com o final da sátira em papel, que já conta com nove anos, o director-geral da Produções Fictícias e do Canal Q revela que esta «continuará a existir nas redes sociais, no site e no Canal Q».

Esta decisão surge com a reestruturação levada a cabo pela Sonaecom, já aqui noticiada.

Anselmo Oliveira

Licenciado em Educação Social pela Escola Superior de Educação e Ciências Sociais de Leiria, desde cedo apostou na internet e na divulgação de tudo o que passava no pequeno e grande ecrã. Depois de três anos à frente do Por Outro Olhar surgiu a hipótese de melhorar a oferta aos leitores a nível de conteúdos e com isto surgiu o Quinto Canal, onde se encontra atualmente.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *