Geral

Globo: À conversa com Giovanna Antonelli e Mariana Ximenes

Por ocasião de uma das semifinais dos Emmys Internacionais que se realizou em Lisboa,  Giovanna Antonelli e Mariana Ximenes estiveram de passagem por Portugal. Nesse sentido, as atrizes marcaram também presença na sede da Globo em Portugal, para uma conversa bastante animada e descontraída com a imprensa, e que contou com a participação do Quinto Canal.

Sempre divertidas e bem dispostas, Giovanna Antonelli e Mariana Ximenes estiveram na tarde desta sexta-feira presentes na Globo Portugal para uma conversa descontraída com a imprensa, que teve como foco as suas carreiras como atrizes, mas também as suas participações nos Emmys Internacionais deste ano. Mariana foi a primeira a falar sobre o evento, mostrando-se bastante ansiosa com a sua realização, pelo facto de participarem como juradas.

Dos Emmys para os seus papéis como atrizes, ambas revelaram quais foram as suas personagens e novelas mais marcantes. Se Mariana prontamente respondeu que foi o seu papel em Chocolate com Pimenta, que ainda hoje é recordada pelo público e que conta com diversas repetições no Brasil. Já Giovanna afirmou que não tem nenhuma personagem marcante em especial, embora na rua quando é abordada pelo fãs ainda lhe perguntam se continua a dançar tal como a sua persongem Jade, da novela O Clone, a par de Atena em A Regra do Jogo, que foi a personagem que tirou da sua zona de conforto e que adorou.

Sobre a realização de novos projetos, Mariana Ximenes acredita que são muito importantes as co-produções, pois as mesmas servem para juntar forças e assim as produtores darem ainda mais o melhor de si para o público. Nesse sentido, é muito bom o reconhecimento das pessoas visto que perdem o seu tempo para verem as histórias que são produzidas, dando outro valor às mesmas. Giovanna defende a mesma opinião, acrescentando ainda que esse reconhecimento surge porque as novelas são uma caixa de surpresas, pois nunca se sabe o que vai acontecer, além de conseguir mudar conceitos especialmente a nível social, o que acaba por ser bastante positivo.


Leia também: Nelson Freitas: «Em Portugal o público vibra, dança e canta»

Da televisão para o teatro, questionadas sobre o facto de conseguir despir as suas personagens quando terminam as filmagens, ambas as atrizes defendem que em televisão isso se torna bastante fácil, algo que não acontece em teatro. Giovanna defende que em teatro é fácil  de ver se o público não está receptível, e se não estiver têm de dar ainda mais de si para mudar esse efeito, o que acaba por ser mais desgastante.

Já no final da conversa houve ainda tempo para se falar do futuro. Sendo feita uma comparação do início das suas carreiras com o panorama atual, ambas as atrizes afirmam que antigamente, no início dos seus trabalhos, não havia maturidade e experiência, e que por isso era muito difícil lidar com as críticas e não só. Atualmente a nova geração já tem outra cabeça e outro pensamento, o que acaba por tornar todo este mundo ligeiramente mais fáci.

Sobre projetos para o futuro, enquanto que Mariana Ximenes se prepara para estrear em televisão uma nova série chamada Ilha de Ferro e de se encontrar a preparar uma outra série, também Giovanna vai novamente aventurar-se no mundo das séries, com as gravações a arrancarem em outubro, sendo o seu regresso a este género de ficção após a sua participação em A Casa das Sete Mulheres, de 2003.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados