Revelados os nomeados aos Prémios Áquila 2022

A Cerimónia Anual da Televisão e do Cinema Português está de regresso para recompensar os melhores da ficção nacional e a partir de agora vai estabelecer-se na primavera, após 7 edições no inverno.


Deixando de lado uma gala de prémios, esta nona edição terá novamente apenas um Anúncio dos Vencedores, desta vez apresentado pelas atrizes Marta Gil, Isabel Medina, Beatriz Costa, Leonor Seixas e Melânia Gomes cuja transmissão em direto será no canal Cinemundo a 19 de junho pelas 21 horas, com repetições a 21 e 24 desse mês, respetivamente às 14h30 e às 10 horas.

Os 42 nomeados nas 14 categorias foram escolhidos pelos 80 jurados da Comissão de Seleção e os prémios especiais Condor e Fénix são da inteira responsabilidade dos 30 elementos da Comissão Extraordinária e serão conhecidos no decorrer da emissão, que terá 45 minutos.

A categoria de Telenovela foi extinta de forma a dar maior destaque às Séries nacionais, podendo no entanto serem nomeados atores desse formato. Nos últimos 8 anos, os Prémios Áquila já premiaram mais de 120 artistas, entre atores, realizadores e argumentistas e entidades como o ICA, a Fundação Calouste Gulbekian, o Shortcutz e o Cineguia.

Conheça de seguida a lista dos nomeados:

 TELEVISÃO

Melhor Atriz Principal:

– MARGARIDA MARINHO (em Crimes Submersos)
– MARIA JOÃO BASTOS (em A Rainha e a Bastarda)
– RITA PEREIRA (em Quero é Viver)

Melhor Ator Principal:

– FILIPE VARGAS (em Quero é Viver)
– MARCO D’ALMEIDA (em Crimes Submersos)
– PAULO ROCHA (em A Rainha e a Bastarda)

Melhor Atriz Secundária:

– CAROLINA CARVALHO (em A Rainha e a Bastarda)
– MARINA MOTA (em Para Sempre)
– RITA DURÃO (em Glória)

Melhor Ator Secundário:

– CARLOS AREIA (em Por Ti)
– LOURENÇO HENRIQUES (em A Rainha e a Bastarda)
– LUÍS ESPARTEIRO (em Maré Negra)

Melhor Argumento:

– PATRÍCIA MULLER (por A Rainha e a Bastarda)
– PEDRO LOPES (por Glória)
– RUI CARDOSOS MARTINS (por Causa Própria)

Melhor Realização:

– JOÃO NUNO PINTO (por Causa Própria)
– SÉRGIO GRACIANO (por A Rainha e a Bastarda)
– TIAGO GUEDES (por Glória)

Melhor Série:

– A RAINHA E A BASTARDA (Fado Filmes)
– CRIMES SUBMERSOS (Coral Europa)
– GLÓRIA (SP Televisão)

CINEMA:

Melhor Atriz Principal:

– ANA MOREIRA (em Sombra)
– ANA VARELA (em KM 224)
– MARIA BOTELHO MONIZ (em Irregular)

Melhor Ator Principal:

– JOSÉ FIDALGO (em KM 224)
– PEDRO TEIXEIRA (em Irregular)
– VÍTOR NORTE (em Sombra)

Melhor Atriz Secundária:

– ANA CRISTINA DE OLIVEIRA (em Sombra)
– SUSANA ARRAIS (em KM 224)
– JÚLIA BELARD (em Irregular)

Melhor Ator Secundário:

– JOÃO CABRAL (em Sombra)
– PEDRO HOSSI (em KM 224)
– JOAQUIM HORTA (em O Som que Desce na Terra)

Melhor Argumento:

– FILIPA MARTINS (por KM 224)
– TIAGO SANTOS (por Nunca Nada Aconteceu)
– DIOGO MORGADO (por Irregular)

Melhor Realização:

– ANTÓNIO PEDRO VASCONCELOS (por KM 224)
– BRUNO GASCON (por Sombra)
– TERRY GILLIAM (por O Homem que Matou D. Quixote)

Melhor Filme:

– IRREGULAR (Slx Productions)
– O HOMEM QUE MATOU D. QUIXOTE (Ukbar Filmes)
– SOMBRA (Caracol Protagonista)

 


André Kanas

http://www.facebook.com/andrekanas

Diretor e Gestor de conteúdos e redes sociais do QC | Responsável pelas coberturas musicais e televisivas do QC | Integrou o QC em 2013, estando integrado no mundos dos blogues e sites de entretenimento desde 2007.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.