Cinema

A verdadeira história de Natascha Kampusch no filme «3096 Dias» [com trailer]

3096days

Foi em Agosto de 2006 que o Mundo conheceu a chocante história de Natascha Kampusch, uma menina austríaca que foi raptada aos dez anos de idade e que conseguiu fugir do raptor, após mais de oito anos em cativeiro.

Foi baseado nesta história que Sherri Hormann decidiu realizar 3096 Tage (3096 Dias).

Este filme retrata a vida de Natascha Kampusch, uma menina de 10 anos, que, no caminho para a escola, é agarrada e arrastada para dentro da carrinha branca de Wolfgang Priklopil, um engenheiro de telecomunicações desempregado.

O raptor não queria um resgate mas apenas apoderar-se da menina. Sob a sua casa, num bairro residencial de classe média, Priklopil construíra uma cela secreta para a aprisionar. O espaço, de 2 por 3 metros, foi a solitária cela de Natascha durante os próximos oito anos e meio: livros de histórias, bolachinhas e um beijo de boa noite serviram para suavizar a violência, a humilhação e a constante privação de alimentos.

Mas Natascha Kampusch não se deixou vergar pelo isolamento, que ao invés a reforçou. Cada dia que Natascha sobrevivia era uma pequena e insubordinada vitória. Em 2006, Natascha conseguiu finalmente fugir e posteriormente Wolfgang Priklopil suicidou-se.

3096 Dias conta com Antonia Campbell-Hughes, Thure Lindhardt e Trine Dyrholm nos principais papéis.

Estreou a semana passada nos cinemas americanos, e estreia esta semana em Portugal.

Artigos Relacionados