SIC Televisão

Maria João Luís: «A telenovela não é um género menor»

maria joao luis

Tal como Raquel Strada, também Maria João Luís é uma das protagonistas da edição de abril da revista Activa. A protagonista de Sol de Inverno falou do seu amor pela representação mas igualmente da dificuldade que existe em Portugal de seguir esta área. Confrontada com a possibilidade de uma telenovela ser um género menor, a atriz discordou e adiantou o seguinte: «Nunca considero nada que faça como uma coisa menor. Ponho a alma em tudo. É um trabalho ‘intenso’, é uma ano inteiro com a Laura, uma pessoa que é escrita para ser uma mulher fria, dura e vingativa, ao mesmo tempo que é uma mãe extremosa. Nem sempre faz as coisas da melhor maneira mas para ela é assim que as coisas são».

O papel de um ator acaba por ter influência em todos os telespetadores que seguem o seu trabalho, nomeadamente pela identificação de alguns comportamentos e episódios de vida. «Através de um ator, você descobre várias coisas sobre si mesmo. É muito vulgar quando faço novelas as pessoas dizerem-me: “Eu já senti isto, eu já conheci pessoas assim, eu já estive naquele lugar, eu já me senti daquela maneira”. É como se o ator o ajudasse a perceber a sua própria emoção», disse.

Desde 2009 que Maria João Luís mantém a companhia Teatro da Terra, em Ponte de Sor, no qual vai estrear a peça A Dama do Maxim a 16 de abril encenada por Fernando Gomes com Vera Kolodzig.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados