SIC Televisão

Luís Marques: «Foi a TVI que apoiou a escolha da GFK»

Luís Marques

Luis Marques

O administrador da SIC deu uma grande entrevista à Notícias TV desta semana, na qual falou essencialmente sobre o trabalho da GFK no mundo das audiências, assim como da CAEM, Comissão de Análise de Estudos de Meios. Depois de a RTP e a TVI terem abandonado a empresa que mede os ratings em Portugal, Luís Marques decidiu opinar sobre a postura dos dois canais neste caso polémico. Ao que parece, no tempo da Marktest, foi a estação de Queluz de Baixo a queixar-se das medições das audiências em televisão. «No verão de 2010, quem pediu uma auditoria à Marktest foi a TVI, defendeu um concurso a um novo operador de audimetria, contrariando um acordo que tinha com a SIC e a RTP. Foi a TVI que apoiou a escolha da Gfk. E agora é extraordinário que a TVI seja contra a Gfk. Não é estranho? A SIC e a RTP estiveram sempre contra, mas a coisa fez-se. A SIC teve sempre uma posição de defesa de autoregulação e da CAEM», explicou.

Apesar de não falar em «mau perder», Luís Marques confessou que a estação de Queluz de Baixo acabou por se prejudicar por esta mudança de atitude: «A TVI é livre de fazer o que entender. O que acentuo é que, no processo, quem mudou várias vezes de atitude foi a TVI. Curiosamente, nem foi a RTP nem a SIC. A RTP teve uma atitude mais coerente, sempre contestou o painel da Gfk e manteve a posição.»

A composição do painel da Gfk ainda necessita de alguns ajustes, no entanto o administrador da SIC concluiu que faz parte do processo de crescimento e desenvolvimento de uma empresa a sua estabilização no mercado: «Na variável de idades, apenas os mais de 75 anos estão sub-representados, mas é preciso dizer que as idades são ponderadas, o que ajusta o valor do painel ao valor real dos Censos. É uma falsa questão. Em fevereiro do ano passado, quando fizemos a transição do painel da Marktest para a Gfk, a disparidade nas faixas etárias era maior no da Marktest. Não estou a dizer que o painel da Gfk é perfeito, nunca o disse. Não há painéis perfeitos. Por outro lado, fizemos um processo de correção no painel numa grande dimensão, 30% foi renovado, satisfazendo a decisão da RTP, da TVI e também da SIC. Portanto, uma operação desta dimensão num prazo tão curto leva tempo a estabilizar. Nenhum painel estabiliza num mês ou dois, é preciso ter confiança no sistema para que a estabilização ocorra.»

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados