Esta é uma notícia de última hora que foi avançada há momentos pela TVI, no Jornal das 8. Segundo as informações disponíveis, o conselho de administração da RTP apresentou a carta de demissão ao governo e este acabou por aceitar. O canal um das generalistas está agora sem dirigentes.

Em causa está o futuro da estação pública que não tem agradado aos administradores e trabalhadores do canal. Toda esta polémica surgiu com as declarações de António Borges, numa entrevista a Judite de Sousa onde deu a conhecer pormenores importantes do processo de concessão da RTP1 e do fim das emissões da RTP2. O executivo está agora a braço com mais um problema: a falta de dirigentes da estação que são parte fundamental nas negociações.

Recorde-se que ontem aconteceu nas instalações do primeiro canal um plenário com todos os trabalhadores com o finalidade de discutir o futuro dos seus postos de trabalho e da empresa. Guilherme Costa, presidente da estação tinha já ameaçado apresentar a demissão caso o processo avançasse, agora sabe-se que este foi acompanhado por todo o núcleo administrativo.

Artigos Relacionados

Siga o Quinto Canal nas redes sociais: