Geral Televisão

Rodrigo Menezes: «As notícias têm um impacto muito grande [na carreira de um ator]»

A Notícias TV desta sexta-feira faz uma peça sobre o impacto que a comunicação social tem sobre a vida dos profissionais que trabalham em televisão. Se, por um lado, os atores, apresentadores e jornalistas ganham notoriedade quando o seu trabalho é difundido por toda a imprensa e televisão, por outro existe uma consequência negativa quando se divulgam histórias relacionadas com as suas vidas pessoais.

Nos últimos tempos o estado de saúde de Hugo Sequeira, por exemplo, tem estado nas bocas do mundo, depois de este ter caído de um segundo andar. Internado no Hospital de Cascais, o ator tem lutado pela custódia do seu filho, Xavier, e, por esse motivo, várias têm sido as publicações a destacar esta «batalha» com Dina Félix, a mãe.

Rodrigo Menezes, que no passado já havia feito capas de revista devido a conflitos com a sua ex-namorada, confessou que nunca perdeu qualquer trabalho pelo facto de ter assuntos pendentes fora da sua vida profissional. «Obviamente que a minha produtora não se mete na minha privada, confia plenamente na minha conduta e não opina, o que acontece é que as revistas cor-de-rosa, com as mentiras que escrevem, acabam por influenciar e criam, em certas alturas, alguma neblina sobre os atores. Tenho sido um felizardo. A questão é que foram criadas dúvidas e se a produtora as teve nunca mo disse. Mas eu próprio tive dúvidas se ficaria com contrato de exclusividade, se iria continuar com papéis de protagonismo. Porque as notícias têm um impacto muito grande», revelou à publicação que integra o Diário de Notícias e o Jornal de Notícias.

Quanto às produtoras e autores de novelas, a resposta é unânime: os problemas pessoais dos atores não impedem que estes sejam chamados para integrar o elenco das novelas ou mesmo de protagonizá-las. «Quando um ator é bom, não se põe isso em questão. É-lhe permitido fazer personagens nos antípodas daquilo que é na vida privada, precisamente porque é um bom ator, faz qualquer coisa. A vida privada é pessoal e não há interferência na vida profissional», revelou Gabriela Sobral.

Será mesmo assim?

Artigos Relacionados

Siga o Quinto Canal nas redes sociais: