Foi realizada uma auditoria independente à empresa responsável pela medição de audiências em Portugal e os resultados parecem ser arrasadores para a GFK. A Pricewaterhouse não poupa a empresa de duras críticas. Segundo o Diário de Notícias, que teve acesso ao relatório preliminar, são muitos os erros graves apontados a esta que devia ser uma companhia fiável. Alguns deles estão, por exemplo, relacionados com a constituição do painel, falhas técnicas e até erros nos procedimentos de recolha de resultados. Estes baseiam-se na presença de espetadores não portugueses que constam na contagem audiométrica, bem como, na segmentação social diferente da que foi contratada de inicio e até mesmo longos períodos de emissão com zero telespetadores, são estes alguns das falhas detectadas.

Este assunto é, desde o dia 1 março, dia em que a GFK entrou na medição das audiências, assunto que causa grande polémica juntos das diversas estações de televisão e entendidos no assunto. Esta auditoria foi encomendada pela Comissão de Análise de Estudos de Meios (CAEM), depois de toda a polémica lançada em torno da empresa visada.

Artigos Relacionados

Siga o Quinto Canal nas redes sociais: