Rubricas Só Séries

Só Séries: «Sense8» tem final dedicado aos fãs

Após ter sido repentinamente cancelada, os fãs de Sense8 não perderam tempo em criar petições online para que a mesma regressasse. A decisão acabou por ser não uma temporada completa mas um final decente para os acontecimentos finais da segunda temporada. Este artigo pode conter spoilers!

O cancelamento de Sense8, uma das séries mais conhecidas da Netflix devido ao seu carácter revolucionário, surgiu como uma enorme surpresa. Além de apresentar a primeira atriz assumidamente transexual a representar uma personagem transexual, a série quebrou imensos tabus no que toca a relações e identidades sexuais, exibindo sem restrições cenas mais íntimas. Além da temática em si, a série teve uma realização, banda sonora e elenco de qualidade. Rapidamente tornou-se numa série de culto e o impacto social que teve acabou por lhe dar ainda mais destaque.

Quando surgiu a notícia do cancelamento da série, coincidindo com o mês em que celebra o orgulho LGBT+, os fãs não perderam tempo. As petições e campanhas online não se fizeram tardar e os fãs expunham a sua revolta em todas as redes sociais. O movimento criado pelo fãs foi de tal forma grande que para dar um final digno a série, os produtores decidiram exibir um último episódio com duas horas. E Sense8 teve o seu merecido final feliz.

“Amor Vincit Omnia”

Este foi o nome escolhido para o último episódio, que traduzido para português significa algo como “O Amor tudo conquista”. E se nem sempre a vida real tem finais felizes, Sense8 tentou que os fãs ficassem satisfeitos com os finais daquelas histórias. Claro, não sem antes dar uns sustos valentes ao pessoal.

Para não desiludir, o episódio é repleto de ação como só esta série sabe ter. E apesar de o cluster estar praticamente junto, não faltam também cenas onde as personagens interagem entre si utilizando o seu dom. Neste aspeto, Sense8 teve uma das mais brilhantes realizações que vi nos últimos tempos. Conjugar cenas de ação com constantes mudanças de personagens e manter a fluidez da cena era algo bastante difícil de fazer. Mas esta série brilhou na criação de cenas de ação e sou sincera quando digo que nem tão cedo veremos algo com esta qualidade no panorama televisivo. Deixo em baixo alguns momentos das temporadas anteriores:

Após finalmente terem derrotado Whispers, um dos grandes vilões dos últimos tempos, o cluster de Capheus, Sun, Nomi, Kala, Riley, Wolfgang, Lito e Will tem finalmente o seu merecido final feliz. Apesar de demasiado utópico, fico contente porque cada um encontrou a felicidade à sua maneira. É que apesar de a série estar na vanguarda da realização televisiva, Sense8 primou pela sua temática e histórias apresentadas.


Leia também: Só Séries: Terá «13 Reasons Why» ultrapassado os limites?

Cada personagem é única e as suas histórias de vidas não são fáceis. Entre abusos, maus tratos, privações e mudanças de sexo, Sense8 apresentou contextos reais a personagens que pareciam cada vez mais reais. E mesmo sendo uma série de ficção científica, uma vez que existe uma espécie superior ao homo sapiens, a homo sensorium, a verdade é que Sense8 questionou onde reside os limites da nossa própria humanidade. Com um elenco de luxo que soube personificar aquelas personagens na perfeição, a série apresentou questões pertinentes e que nos fazem pensar que realmente o Homem tem atitudes desumanas.

No final do dia, aquele grupo de pessoas teve que ultrapassar as sua limitações e salvar a humanidade enquanto se salvavam a si próprios das circunstâncias das suas vidas. E é graças a isto que Sense8 ganhou o seu estatuto de série de culto…

via GIPHY

sense8

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados