Segunda-feira, 20 de Novembro de 2017
Quinto Canal

Só Séries: O universo das séries portuguesas valerá a pena?

No regresso de mais uma temporada do Só Séries, avaliamos o atual mercado das séries nacionais, e o seu valor para os telespetadores e não só.

Sem dúvida que no mercado televisivo vale de tudo para se chamar a atenção e ganhar nas audiências. Se no estrangeiro o duelo é feito essencialmente através de séries, em Portugal a situação é bem diferente, e são as novelas as responsáveis por ditar os bons e os maus resultados. Infelizmente quem acaba por sofrer com isso são precisamente as séries.

Como é isso possível? É simples: os telespetadores queixam-se nas redes sociais que os canais generalistas não lhes dão séries, mas no fim quando elas existem e chegam ao mercado, as novelas saem sempre vitoriosas. Porque será? Será falta de qualidade? Ou simplesmente falta de oportunidade?

            Leia também: Só Séries: Final empolgante de Game of Thrones

Para colmatar esta lacuna, e que esperemos nós que se possa arrastar aos restantes canais generalistas num futuro próximo, a RTP tem feito um trabalho extraordinário no que toca à produção de séries nacionais, sem olhar a resultados audimétricos. Embora esse trabalho já se tenha notado em 2016, foi em 2017 que o horário nobre da estação pública ficou repleto de bons formatos de ficção nacional, para todos os gostos e feitios.

Ministério do Tempo, Sim Chef!, Filha da Lei, Vidago Palace e Madre Paula são exemplos disso, sem contar com País Irmão, A Criação ou 1986, que ainda irão estrear no canal até ao final do ano, a par de 4Play, que é fruto da expansão desta aposta da RTP para o seu segundo canal. Como é possível constatar apenas com estes exemplos, o universo das séries nacional parece que veio para ficar, e ainda bem!

Mas não basta realizar produções só porque sim. E acreditem que o universo das séries nacionais vale bem a pena. Apenas é preciso que o público lhe dê oportunidade, e acreditem que valerá a pena essa oportunidade, por cada minuto gasto a ver cada episódio. A qualidade está lá, o esforço também. Basta apenas que a oportunidade seja dada para que possam brilhar devidamente.

PARTILHAR

SOBRE O AUTOR

No mundo da blogosfera desde 2007, sempre fui um admirador do mundo da televisão e não só, integrando a equipa do Quinto Canal 2013, assumindo o cargo de administrador desde 2014. Sou igualmente um apaixonado por música tendo já realizado as mais variadas coberturas musicais.