Rubricas Só Séries

Só Séries: Para quase tudo na vida há um Happy Ending!

Um casamento quase perfeito: rapaz bonito encontra rapariga bonita e parecem um casal tirado de um conto de fadas. O problema? Um intruso em patins que rompe pela igreja dentro a dizer que ama imenso a noiva.

É assim que começa a comédia Happy Endings, do canal ABC, e que acreditem, está demasiado subvalorizada.

A história centra-se em seis amigos: Dave Rose (Zachary Knighton) um romântico incurável e apaixonado pela cozinha, que é abandonado no altar por Alex Kerkovich (Elisha Cuthbert), divertida e por vezes estranhamente ingénua (tentado aproximar um pouco ao estereótipo de loira burra); Alex é a irmã mais nova de Jane Kerkovich-Williams (Eliza Coupe), super controladora e um pouco obsessiva, e que é casada com Brad Williams (Damon Wayans Jr.), um executivo divertido e um pouco efeminado; o grupo é também composto por Max Blum (Adam Pally), um homossexual com hábitos e atitudes que nada indicam a sua orientação sexual, e  por Penny Hartz (Casey Wilson), divertida e excêntrica que procura pelo seu príncipe encantado.

O grupo de amigo pode parece demasiado utópico e nada funcional mas é o grupo de pessoas mais hilariantes que vi na TV nos últimos tempos. É por certo mais uma tentativa (senão a mais exata) de aproximação ao laço vivido pelas personagens em Friends, tendo porém uma essência própria, especial e moderna. Esta produção mostra-nos não só como por vezes os laços que fazemos conseguem ser mais fortes que os laços dito de sangue e que temos sempre ao nosso lado alguém que está disposto a participar nas nossas aventuras mas também a limpar as lágrimas do nosso rosto. E é completamente hilariante! Não consigo sequer começar a descrever o quão cómica a série é pois só mesmo quem a vê é que pode confirmar. Tirando Modern Family e The Big Bang Theory, ultimamente nada me tinha feito chorar de tanto rir como Happy Endings.

Existe contudo um pequeno aspeto que gera alguma controvérsia sobre a série, nomeadamente o fato de cada episódio terminar irremediavelmente bem, de haver sempre o tal “happy ending” desejado, pois na vida real nem sempre ser assim. Não obstante, esta produção está repleta de participações especiais, pois em quase todos os episódios aparece uma personagem nova, é sem dúvida uma comédia a não perder e que vos vai render momentos muito divertidos.

Artigos Relacionados