Não há melhor tipo de filme para ir ver ao cinema do que um filme de animação, e de preferência em 3D. Sempre tive uma paixão pela Idade do Gelo, acho o filme hilariante e não me venham dizer que é para crianças. Nos últimos tempos a grande maioria dos filmes que vou ver ao cinema são os tais filmes de animação, e este já é o segundo em que não vejo uma única criança dentro da sala.

Quando fui ver o Gato das Botas estavam apenas adultos, e quando foi intervalo toda a gente lançou em coro um “ooohhhhhh”. No último sábado quando saí de casa de propósito para ir ver a Idade do Gelo 4 já sabia o que me esperava. Uma sala de cinema cheia de adultos relativamente jovens, faixa etária entre os 20 e os 30 e poucos, mas deliciados com as aventuras que a 20th Century Fox proporciona. E volto a afirmar isto não são filmes para crianças, há ali muitas piadas que a maioria das crianças nunca iria perceber.

Em relação à história do filme duvido que tenhamos aqui muitos leitores que nunca tenham visto pelo menos um dos filmes. Há sempre duas histórias em paralelo, Scrat passa os filmes todos atrás de uma noz, enquanto que o grupo de Manny (o mamute), Sid (preguiça) e Diego (tigre) se vêem afastados do resto da manada, mais propriamente a mulher e a filha de Manny, depois daquilo que pensam ser o fim do mundo a aproximar-se. E para salvar o resto do grupo são obrigados a usar um icebergue como barco para voltar a casa. Mas para isso, vão ter de ultrapassar muitos obstáculos, sendo o maior deles um grupo de piratas liderados por um macaco malvado.

No final fiquei com alguma pena… deu a entender que este terá sido o último filme da saga, e aqui sim lancei um profundo “ohhhhhh”. Agora é esperar até ao fim do mês para ir ver o Madagascar 3 🙂

 

Artigos Relacionados

Siga o Quinto Canal nas redes sociais: