Audiências Foi Notícia Rubricas

Foi Notícia: Passado um ano, o que mudou nas audiências?

Luís Marques, o diretor geral da SIC, afirmou à edição número 199 da Notícias TV que o futuro do canal que comandava não era tão negro como se pintava. Depois dos cortes que se fizeram pela estação de Carnaxide e das alterações realizadas na grelha, os resultados começavam a surgir há cerca de um ano atrás. Ao contrário do que muitos pensavam o terceiro canal ainda tinha muito para dar e nem Teresa Guilherme acertou nas previsões que fez.

O Foi Notícia está de regresso ao 5º Canal e, com ele, algumas polémicas que se fizeram sentir há pouco mais de 365 dias.

Não fique de fora!

[divide]

Se julga que as vitórias da SIC sobre a TVI têm feito parte de um plano crescente, então desengane-se! Há um ano atrás o top dos 15 programas mais vistos do mês de novembro era preenchido por 8 formatos da estação de Queluz de Baixo, 1 da de Carnaxide e 7 da RTP1. Recorde-os na seguinte tabela de audiências lançada pela Marktest.

Na altura, as pequenas vitórias da SIC comemoravam-se com alguma cautela. Poucos arriscavam em dizer que as novelas da TVI alguma vez iriam desocupar o ranking dos programas mais vistos pelos telespetadores portugueses. O próprio diretor geral da estação de Carnaxide era prudente nas suas palavras. Por exemplo, e a propósito do talk show Querida Júlia, Luís Marques afirmava o seguinte:

A Júlia Pinheiro tem feito algumas mudanças no programa e os resultados estão mais ou menos em linha com o que nós esperávamos. Ela está a combater no horário mais difícil em Portugal, tendo em conta que as manhãs têm há muito uma oferta estabilizada, quer na RTP quer na TVI. Estou convencido que ela, pouco a pouco, vai ganhando públicos e audiências.

Sem certezas sobre os resultados que a estratégia adotada pelo canal poderia ter, a verdade é que a postura dos profissionais da SIC acabou por ser a mais adequada. O futuro nos meios de comunicação não se perspetivava fácil e, como tal, foi seguido à risca o adágio popular «nunca se comemorar antes da festa». «Eu acho que o setor dos media está neste momento todo em risco. Ou seja, a sua sobrevivência está em risco. Estamos a viver uma forte queda do investimento publicitário e num cenário que se vai complicar muito com a eventual privatização da RTP», explicava Luís Marques à publicação do Diário de Notícias e Jornal de Notícias.

[divide]

Fazendo uma comparação entre as palavras do diretor geral da SIC, o quadro da Marktest apresentado anteriormente e a tabela que se segue (referente ao top dos 20 programas mais vistos entre 23 e 28 de outubro), podem ser retiradas algumas conclusões.

De facto, o profissional da estação de Carnaxide tinha razão quando afirmou que a SIC não estava «com os pés para a cova». O plano de reestruturação do canal surtiu efeito e os resultados começaram a aparecer não só na ficção nacional, como igualmente na brasileira, aquela que muitos afirmaram como «vencida». Por outro lado, e apesar dos formatos de entretenimento ainda estarem à quem das expetativas, a informação deu cartas nas audiências.

Assim, e passado um ano, a que canal pertencem os programas mais vistos entre os dias 23 e 28 de outubro na televisão portuguesa? A resposta é simples: 12 formatos foram transmitidos pela SIC e os restantes 8 pela TVI. Os conteúdos da RTP1 foram os mais penalizados com a mudança do sistema de medição de audiências da Marktest para a Gfk.

[divide]

365 dias depois, a estação de Carnaxide melhorou a sua performance no horário nobre, a TVI deixou de ver nas novelas uma garantia de sucesso e a RTP1 vale-se ainda da Informação e de Fernando Mendes com o seu Preço Certo.

Tudo mudou em televisão, mas uma coisa manteve-se igual: o crescimento do cabo. É ele o grande vencedor desta «caixinha» que já foi «mágica»!

 

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados