Com esta rubrica dá-se início à parceria entre os blogs Por Outro Olhar e Televisão-Opinião, um blog que vi crescer e firmar-se no mundo dos blogs dedicados inteiramente a televisão. Espero que esta colaboração/parceria se mantenha enquanto for proveitosa para ambos e enquanto vocês, leitores, quiserem, pois são vocês que tudo decidem…


Na estreia falarei de uma grande Senhora da televisão e dos palcos de todo o país. Maria do Céu Guerra é para mim uma das figuras que mais falta faz na televisão. Por culpa das produtoras nacionais que não têm projectos suficientemente bons para ela ou simplesmente por opção da mesma, está afastada da televisão há tempo suficiente para ter destaque nesta rubrica.
Tem tudo o que uma grande actriz deve ter: alma, talento, carisma, personalidade forte e marcada, para além de um público que a admira e já sente saudades. Quem não se lembra dela no maravilhoso papel de Ceição, na sitcom da SIC, “Residencial Tejo”, ou em “Casos da Vida – Polaróides da minha Avó”, da TVI?
É uma actriz bastante versátil que tanto desempenha excelentes papéis de humor como inesquecíveis cenas dramáticas daquelas que nos deixam com uma lágrima ao canto do olho. Na sua já longa e variadíssima carreira, conta com actuações em teatro, televisão e cinema, trabalhando à frente e atrás das câmaras, como actriz e encenadora. É uma Mulher multifacetada que trabalhe onde trabalhar fá-lo-á com uma enorme paixão, prazer e dedicação. Uma actriz de mão cheia que já deu muito de si ao país que, infelizmente, ainda não lhe reconheceu mérito.
Falta de talento não tem, de experiência também não, de público muito menos…o que falta então para regressar à televisão? Para mim, um simples e aliciante convite.

Curiosidades:
  • Frequentou o curso de Filologia Românica;
  • Foi a fundadora da companhia de teatro A Barraca;
  • É mãe da também actriz Rita Lello.

Anselmo Oliveira
DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados