Boa noite, está em linha mais um Esqueceram-se de Mim! Hoje voltamos a recordar profissionais do mundo televisivo e o destaque de hoje vai para Camilo de Oliveira.

Lembrei-me de Camilo de Oliveira num destes dias quando navegava pelo Youtube e revi a sua magistral interpretação, junto com a saudosa Ivone Silva, de ‘Ai Agostinho, Ai Agostinha’ no programa ‘Sabadabadu’ da RTP. Em tempos de crise, é inacreditável como o texto, de há 30 anos continua a estar actual e retrata tão bem a situação do país…

Camilo de Oliveira sempre foi presença habitual em televisão e quando não aparece a sua ausência é notória. Da sua vasta lista de programas, praticamente todos atingiram valores de audiência elevados e foram considerados sucessos, de tal modo que ainda hoje se ouvem as expressões por si criadas e com as quais terminava todos os programas. Com mais de sessenta anos de carreira, o actor faz questão de divertir os telespectadores, criando para isso personagens cómicas com histórias de deixar um sorriso nos lábios ou soltar valentes gargalhadas.

Em quase todas as séries que fez a SIC foi a estação que o acolheu, à excepção de ‘Camilo, o Pendura’, que foi transmitida pela RTP, foi lá que o actor comemorou os seus 60 anos de carreira e foi lá que apareceu pela última vez. ‘Camilo, o Presidente’ foi a última série que fez e que o envolveu nalguma polémica com Cristina Areia, colega de elenco na altura. Sem alcançar os resultados de outrora, a segunda temporada do programa já não conseguiu conquistar o público e o nome Camilo parece já não ser sinónimo de audiências garantidas. Talvez por isso esteja hoje esquecido, não pelo público, mas por quem faz televisão. Todo o seu historial, a sua experiência e a relação de proximidade com o público parecem não querer dizer mais nada face ao rígido crivo das audiências, o que afastada assim um grande actor da televisão. É pena e dá pena!

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados