Boa noite. Seja bem-vindo a mais um Esqueceram-se de Mim. Carla Lupi é a relembrada desta noite!
Carla Lupi já foi casada com um dos maiores actores portugueses, Vítor Norte. Juntos, tiveram dois filhos, que curiosamente seguiram a veia da representação dos pais: Diogo Norte e Sara Norte.
Até 2003, Carla Lupi foi presença assídua em novelas, séries, talkshows.
Na RTP integrou o elenco de Ponto e Vírgula (1984), Cinzas (1992), A Banqueira dos Povo (1993), Terra Mãe (1997), Esquadra da Polícia (1998) e Segredo de Justiça (2001).
Já na SIC, deu nas vistas em Médico de Família (1999), Uma Aventura (2000) e Bairro da Fonte (2002).
Por fim, e na estação de Queluz de Baixo, a actriz foi convidada a participar Telhados de Vidro (1994), Crianças S.O.S (2000), Filha do Mar (2001), Anjo Selvagem (2002) e Tudo Por Amor (2003).

Apesar de alguns destes trabalhos se terem baseado em convites para criar uma personagem num episódio único, o que é certo é que a actriz conseguiu demonstrar às produtoras que a sua pessoa poderia dar mais brilho a uma série ou a uma novela.

Nos seus anos de ouro, Carla Lupi participou ainda em alguns filmes portugueses. Exemplo de Os Imortais, em 2003, de António Pedro Vasconcelos, Aqui na Terra, em 1992, de João Botelho, No Dia dos Meus Anos, em 1991, de João Botelho e Malvadez, em 1989, de Luís Alvarães. De referir ainda que, em 95, a actriz foi convidada para integrar o elenco de um filme luso-brasileiro, Terra Estrangeira.

A carreira da ex-mulher de Vítor Norte não se ficou por aqui! Para além de cinema, novelas ou séries, Carla Lupi fez ainda parte da direcção do elenco juvenil de algumas séries, tais como Médico de Família (1997 a 2000) e Uma Aventura (2000 a 2001).

De todos os trabalhos que aqui referenciei, percebe-se que existe algo em comum: nenhum deles ultrapassa o período de 2003.
Sendo 2010 o ano corrente, destaco que o último trabalho conhecido até à data desta actriz foi uma participação especial em Chiquititas, há dois anos atrás.

Perante isto, posso afirmar que Carla Lupi teve um autêntico interregno de sete anos de trabalho na televisão. Porquê? As produtoras esqueceram-se? A actriz recusou-se a convites que lhe foram propostos? Os mais novos ultrapassaram o talento de Carla Lupi? Duvido.
Terá o divórcio contribuído para esta falta de trabalhos? Ou terá sido o afastamento da filha dos ecrãs a principal causa desta desarmonia televisiva? Algo se passou, algo se está a passar.
E é pena, pois considero Carla Lupi uma grande actriz. Recordo-me de alguns dos trabalhos que aqui enunciei, e sempre a coloquei no patamar daqueles que possuíam um talento natural para a representação. Perante isto, e tendo por base toda a carreira da mãe de Sara e Diogo Norte, o que estão as televisões à espera de a convidar para as suas produções? Só têm a ganhar!

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados