Em Foco Rubricas

Em Foco – + TVI: o passado, o presente e o futuro da TVI.

Em Foco

Estreou nesta sexta-feira o novo temático da Media Capital. + TVI, + entretenimento, + programas, + produção nacional. + de quê? Este novo canal promete mas não surpreende. Uma espécie de RTP Memória direcionada para o passado da estação de Queluz de Baixo. Mesmo assim, será nele que poderemos recordar alguns formatos, nomeadamente reality shows, que, de certeza, marcaram parte da nossa vida em televisão.

Nos dias que correm a palavra memória ganha cada vez mais sentido. Aquilo que pensávamos na altura em que acompanhávamos um programa ou uma novela, a pessoa que éramos nesse tempo, tornam-se importantes no momento em que podemos voltar atrás nos anos. A meu ver, tanto o + TVI como o TVI Ficção conseguem satisfazer esse desejo, essa necessidade.

maisTVI

Independentemente dos formatos que sejam produzidos exclusivamente para o canal ou das caras que o representem, o mais importante prende-se precisamente com a retransmissão de formatos que não nos esquecemos. Por outro lado, o facto de se apostar em alguns especiais relacionados com a própria grelha da estação generalista permite que o telespetador tenha uma extensão de conteúdos que, de outra forma, não seria possível. Os bastidores de A Tua Cara Não Me É Estranha são um bom exemplo disso. Afinal, como são transformados os concorrentes deste concurso para se assemelharem a autênticos ídolos da música nacional e internacional?

[divide style=”2″]

Se o canal irá ter sucesso? Os ingredientes estão lançados e a participação de caras tão bem conhecidas pelos portugueses, entre elas Cristina Ferreira, Fernando Alvim, Iva Domingues, Leonor Poeiras e Manuel Luís Goucha, funciona como um autêntico chamariz. A curiosidade foi criada, ainda por mais com a quantidade de outdoors que foram espalhados pelos principais centros urbanos.

Nos tempos que correm é esta a estratégia a seguir. Oferecer ao telespetador conteúdos que, de outra forma, dificilmente teriam acesso; proporcionar a que as caras do canal consigam tornar-se versáteis ao darem a cara por outros projetos. Depois de ficarmos a saber que Iva Domingues e Leonor Poeiras deixariam de ter um contrato de exclusividade com a TVI, a estação da Media Capital mostra agora que quer unir os seus profissionais e contar com eles nos difíceis tempos que se avizinham. O futuro assim o exige: é necessária muita dedicação e paciência para que os resultados sejam atingidos.

+ tvi

Numa altura em que as audiências não correm pela melhor a Queluz de Baixo, o + TVI pode vir a ajudar a arrumar algumas prateleiras e, quem sabe, testar alguns projetos que, mais tarde, possam vir a ser utilizados na generalista. Com o Cabo a aumentar a sua importância junto dos telespetadores, é fulcral que as estações de televisão se consigam adaptar aos novos tempos, às novas necessidades dos que seguem a «caixinha mágica». É preciso mais, muito mais, e este + TVI pode ser o início de algo interessante.

Tudo depende da forma como, obviamente, for gerido e dos conteúdos que nele sejam transmitidos. Até agora a nota é positiva, mas espero que o temático consiga melhorar a sua classificação. Uma forma de o fazer seria passar a estar presenta na oferta de canais da Meo.

Porque não?

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados