Sábado, 29 de Julho de 2017
Quinto Canal

Crítica: Em Parte Incerta (2014)

Overall Score
5

História

Personagens

Banda-Sonora

Edição/Cinematografia

Aspectos Técnicos

Gone-Girl-poster-3

Em Parte Incerta (2014)

  • Título Original: Gone Girl
  • Realizado por: David Fincher
  • Com: Ben Affleck, Rosamund Pike e Neil Patrick Harris
  • 149 Minutos
  • Distribuído por: Big Picture Films

Um dos filmes mais aguardados do ano e claramente umdos favoritos tanto para a audiência como para os críticos, Em Parte Incerta é a nova adaptação de um best seller do New York Times que promete encher as salas de mistério. Escrito por Gillian Flynn, Em Parte Incerta é um fime forte, intrigante e poderoso que promete entreter e agarrar a atenção dos espectadores do início ao fim. Pelas das mãos de David Fincher, o talentoso realizador responsável por grandes filmes como Fight Club e A Rede Social, chega então este novo filme com a participação de Bem Affleck e de Rosamund Pike e com o argumento de Gillian Flynn que este responsável pela adaptação do seu próprio romance.

gone-girl-rosamund-pike-640

Se existe uma coisa que me faz gostar imenso da história de Flynn são as personagens que em vez de serem planas, vêm as suas emoções, sentimentos e acções alterarem-se ao longo do filme, o que acaba por criar uma sensão de desenvolvimento bastante interessante. Em vez de existirem boas e más personagens, Em Parte Incerta não existem personagens com linhas de pensamento bem definidas, o que força o espetador a questionar-se sobre as suas acções e sobre a sua própria opinião durante o desenrolar da trama. Com personagens tão complexas, torna-se curioso imaginar o que nos espera em termos de performances por parte das grandes estrelas de Hollywood escolhidas para fazer parte do projecto. Nick é um homem egocentrico e bem parecido que gosta de se aproveitar do seu estilo descontraído para atrair raparigas. No filme, Nick está sempre pronto para sorrir nas fotografias e a atrair a atenção do género feminino. Quando conheceu Amy, esta era uma rapariga bonita, interessante e divertida com alguma curiosidade que a levava a querer experimentar coisas novas. Era a alma gémea de Nick e como tal o clique entre ambos deu-se depressa mas, com o passar do tempo, as coisas deixaram de ser tão simples e o casamento começou a tornar-se agressivo e menos íntimo e romântico. A detective Boney, a mulher encarregue de investigar o desaparecimento de Amy defende Nick e acredita na sua inocência até surgirem provas incriminatórias.Depois, temos Ellen Abbott e Noelle a representar a equipa de apoiantes de Amy que, procura aproveitar-se de todos os segredos de Nick para o incriminar. E por último, temos Desi Collings, um dos ex-namorados de Amy do liceu que nunca a conseguiu esquecer e que desde o dia em que acabaram continua a enviar-lhe cartas românticas. Juntas, todas estas personagens juntam-se pacificamente e preparam-se juntas para uma queda abrupta que irá mudar para sempre as suas relações.

Bem Affleck fez um bom trabalho, em comparação com alguns dos seus filmes anteriores e foi um bom Nick ao conseguir ser semelhante às descrições do livro. Affleck foi capaz de lidar com a transformação da sua personagem e conseguiu desta forma uma performance sólida e interessante. Mas o maior destaque de todo o filme vai para Rosamund Pike, com uma performance extraordinária ao representar todos os traços e emoções de Amy no grande ecrã. A cinematografia é de uma grande qualidade, com excelentes sequências visualmente atractivas que entregam ao filme algo mais que uma boa história. A banda-sonora de Em Parte Incerta é outro ponto a favor do filme porque é capaz de reflectir todo o mau ambiente que rodeia as personagens e adequa-se aos momentos mais intrigantes e misteriosos. Flynn acaba por fazer um excelente trabalho ao adaptar o seu próprio romance e deixa o mínimo espaço possível para relamações por parte dos fãs da história. O enredo é complexo mas cativante ao mesmo tempo e não existem momentos menos interessantes no filme, tendo em conta que há sempre algo mais a acrescentar e que toda a trama está repleta de momentos que mudam o jogador em vantagem. A forma como a manipulação da opinião pública por parte dos media influencia um caso como o desaparecimento de Amy funciona como que a parte realista da trama que necessita apenas de um pouco de drama à mistura para funcionar. À medida que a história avança, são vários os momentos chocantes que deixam o espetador de boca aberta e encostado à cadeira. Em cerca de 145 minutos, Fincher apresenta uma visão de Em Parte Incerta que tem todo o potencial do romance e que acaba por complementar este com uma experiência mais gráfica e visual.

Ben-Affleck-in-Gone-Girl

Para os fãs do romance, Em Parte Incerta é incapaz de desapontar porque é, provavelmente, uma das melhores adaptações para cinema que vi até hoje. A história é intensa, fiel e procura constantemente por atenção por ser flexível e por conter vários momentos capazes de alterar o desenrolar dos acontecimentos. A opinião do espetador quanto às personagens muda ao longo do filme e devo dizer que ao sair da sala de cinema, as emoções e os pensamentos que tive após ler o livro regressaram em força. É violento, chocante e ao mesmo tempo fantástico… Um filme que merece ser visto por todos e que conseguiu superar as minhas expectativas. Cativante e apelativo, Em Parte Incerta é uma experiência fantástica, um thriller delicioso e complexo e provavelmente um dos melhores e mais surpreendentes filmes do ano!

PARTILHAR

About The Author

Quinto Canal - #FazADiferença 4 Anos a Fazer a Diferença no mundo da Televisão / Séries / Cinema / Música / Jogos & Tecnologia http;//facebook.com/quintocanal