Sábado, 25 de Novembro de 2017
Quinto Canal

Especial «7 Maravilhas de Portugal: Aldeias» – Aldeias Remotas

Em contagem decrescente para a grande final, o Quinto Canal recorda as finalistas de cada categoria. Hoje é a vez das Aldeias Remotas.

.

Será no próximo dia 03 de setembro que numa emissão especial com transmissão na RTP1 serão reveladas as 7 Maravilhas de Portugal dedicadas às Aldeias. Com um total de 14 finalistas divididas por 7 categorias, damos a conhecer neste artigo especial as candidatas na categoria de ALDEIAS REMOTAS.


Leia também: Abertas as votações para a grande final das «7 Maravilhas de Portugal: Aldeias»

PIÓDÃO

Situação no concelho de Arganil e imortalizada por Miguel Torga como “ovo embrionário”, o Piódão é um presépio em plena Serra do Açor. Atraídos pela frescura das nascentes, os pastores lusitanos formaram, na época medieval, um povoado a que deram o nome de Casas Piódam. Já não há vestígios, mas existiu ali um Mosteiro de Cister, que faz o lugar remontar ao séc. XIII.
 .
Na paisagem salpicada de xisto e azul salta-nos à vista a Igreja Matriz, construída no séc. XVII, com torres cilíndricas rematadas por cones. Ao nos deixarmos vaguear pelas ruelas encontramos cruzes nas portas das casas, marcas das crenças das gentes da aldeia, que com ramos de loureiro afastam maus-olhados e intempéries.
.

CASTRO LABOREIRO

É no concelho de Melgaço que se encontra a aldeia de Castro Labroreiro. Deve o seu nome ao núcleo fortificado e ao rio que lhe é vizinho. Antigo conselho medieval,  tem importantes contributos para a história do país e da Península Ibérica: o Planalto e o Castelo de Castro Laboreiro. Acresce a Igreja Matriz, o Pelourinho, datado do século XVI, igrejas medievais, os fornos comunitários, os espigueiros e os moinhos, testemunhos da cultura castreja.

Uma das tradições que melhor definem a cultura castreja é o das inverneiras e das brandas, memória dos tempos em que as famílias se movimentavam em bloco em meados de dezembro, com o gado, para outras zonas da serra, onde o inverno seria mais ameno.  As inverneiras eram segundas aldeias, aldeias de inverno.


Fonte: 7 Maravilhas

PARTILHAR

SOBRE O AUTOR

No mundo da blogosfera desde 2007, sempre fui um admirador do mundo da televisão e não só, integrando a equipa do Quinto Canal 2013, assumindo o cargo de administrador desde 2014. Sou igualmente um apaixonado por música tendo já realizado as mais variadas coberturas musicais.